Atividade Física no Combate à Depressão – Descubra os Benefícios!

Atividade Física no Combate à Depressão – por: Reginah Araujo

De antemão, para entendermos por que a atividade física no combate a depressão é importante, devemos voltar no tempo e lembrar de onde nós seres humanos viemos.

A teoria da evolução diz que viemos dos macacos, logo nossa espécie vivia em florestas, tinha que caçar para poder comer, fugir quando havia perigo e não havia morada fixa, fazendo com que nossos ancestrais primatas ficassem de um lado para outro.

Certamente esse estilo de vida dos nossos ancestrais demandava muito esforço físico. Sendo assim, a atividade física era uma constante na vida dos nossos parentes distantes.

E isso de alguma forma ficou gravado no nosso gene, nossa espécie foi formada pelo movimento constante e a nossa evolução nos tornou mais fortes e resistentes para que aguentasse todo esforço físico e, consequentemente, aumentasse a chance de sobrevivência.

Contudo este cenário mudou ao longo da história, como nós somos animais sociais, nós prosperamos pela nossa capacidade de formar grandes bandos. E isso possibilitou a formação de tribos, reinos e nações!

Como resultado, temos a formação da sociedade como ela é hoje, devido aos avanços tecnológicos, tudo é mais cômodo para nós, não precisamos caçar para poder comer, basta pedir pelo aplicativo e a comida chega na porta.

Também não precisamos mais andar por dias para chegar aonde queremos, podemos ir de ônibus, carro, moto, avião etc. 

Em comparação aos nossos ancestrais, não fazemos nem metade do esforço que eles faziam, dispomos de muita segurança e hoje nenhum animal feroz pode nos atacar e matar.

E qual o resultado desta mudança?

A princípio toda a natureza de ação do ser humano, antes muito necessária devido à hostilidade daqueles dias, acaba por se transformar em ansiedade, inquietação e preocupação devido a falta de movimento.

Como resultado, tudo isso em excesso pode desencadear um quadro depressivo!

O ser humano nasceu e evoluiu do movimento constante, portanto, a partir do momento que a pessoa cai na inércia, ela pode acabar desenvolvendo diversos transtornos psicológicos.

De alguma forma ela está indo contra sua própria natureza.  O movimento!

E óbvio, existem dois extremos, a falta de ação e o excesso de ação, os dois são prejudiciais, o que proponho aqui é o equilíbrio entre estes dois extremos.

Mas com ênfase na falta de movimento, pois normalmente alguém com depressão têm uma tendência maior a inércia!

Quais os benefícios da atividade física no combate à depressão?

Quais os benefícios da atividade física

De forma bem resumida você pôde analisar que não é da nossa natureza estar em caixas de pedras, que chamamos de casa, ficar horas deitado mexendo no celular ou maratonando séries.

Nossa natureza é estar na natureza, colocando o corpo para funcionar, seja em uma caminhada, corrida, andando de Bike, de Skate ou de patins. Os benefícios da atividade física no combate à depressão são muitos.

Em primeiro lugar, ao praticar atividade física é liberado um  hormônio chamado endorfina, que funciona como um analgésico natural, aliviando as tensões e regulando as emoções.

Desse modo após os exercícios devido a endorfina liberada a sensação de bem estar se instala, e mesmo que a pessoa volte a pensar nos problemas, será de uma forma mais leve, motivada, engajada e positiva.

Um estudo realizado pela Translational Psychiatry analisou de que forma a atividade física pode ajudar no tratamento contra a depressão

A princípio a pesquisa foi realizada através de testes com pessoas depressivas que mesclaram meditação e exercícios aeróbicos por oito semanas. 

O resultado final deste estudo mostrou que houve um aumento no número de células no hipocampo, região do cérebro responsável pela memória e pelo humor, resultando em uma melhora no Transtorno Depressivo.

Ainda outros benefícios da atividade física no combate a depressão, durante e após a prática, é a diminuição das preocupações o que ajuda a sair do círculo vicioso de pensamentos negativos, que fomentam ainda mais a depressão.

Também há um ganho de confiança! Quando a pessoa consegue realizar tudo que se propôs durante a prática ou consegue realizá-lo de acordo com seu cronograma, isso estimula a autoconfiança.

Além disso, a atividade física eleva a autoestima. Os treinos diários com o tempo deixará a pessoa com o corpo em forma fazendo ela se sentir melhor consigo mesma, tanto em relação ao seu aspecto físico, quanto emocional.

Por fim, pode contribuir com o seu ciclo social, as atividades físicas dão a possibilidade de conhecer outras pessoas e socializar com elas.

Conclusão

Como o exercício físico pode ajudar para diminuir a depressão

Sem dúvida a atividade física no combate à depressão é essencial, e deveria ser uma LEI para quem quer superar o Transtorno Depressivo. 

Certamente ainda há diversos outros benefícios como:

  • Aumento da energia, disposição e ânimo;
  • Aumento da sensação de bem estar;
  • Fortalecimento do sistema imunológico;
  • Alívio do estresse e ansiedade;
  • Aumento dos pensamentos positivos;

Enfim, são muitos os benefícios!

Contudo, antes de começar sua prática de atividade física, faça uma avaliação médica, consulte seu psicólogo, nutricionista e peça uma orientação de um personal trainner.

E o mais importante de tudo, escolha alguma atividade física que você goste e se familiarize. Será mais fácil executar a prática todos os dias se você fizer algo que te deixe feliz.

Este conteúdo foi útil para você? Nosso projeto Quem Pode Salvar Meu Filho (QPSMF), tem uma missão muito clara, queremos salvar e recuperar vidas destroçadas pelo Transtorno Depressivo.

Uma doença que mata, e nós queremos impedir que outras pessoas cometam o AutoExtermínio por falta de apoio, informação e acolhimento.

Ajuda a gente nessa missão?

Faça sua doação, ou torne-se um voluntário, precisamos de você.

Juntos somos fortes!

MEU FILHO AGORA É SEU FILHO, SEU FILHO AGORA É MEU FILHO, NOSSO FILHO AGORA É DO MUNDO!

Referências

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.