Diferença Entre Ansiedade e Depressão – Entenda Melhor!

Diferença Entre Ansiedade e Depressão – por: Reginah Araujo

Em primeiro lugar é preciso deixar bem claro que existe diferença entre ansiedade e depressão e que depressão e ansiedade caminham juntas.

Mas, obviamente, com causas, sintomas e tratamentos distintos!

De acordo com os dados do relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 300 milhões de pessoas sofrem com o Transtorno Depressivo.

Apenas no Brasil, a estimativa é que cerca de 11,5 milhões de pessoas sofram com o transtorno. 

Entretanto, o brasileiro não sofre apenas com a depressão, nosso povo também sofre constantemente com a ansiedade. Em 2017, estima-se que 18,6 milhões de brasileiros tenham o transtorno de ansiedade, somando quase 10% da população.

Infelizmente nosso país não ocupa o melhor lugar quando o assunto é ansiedade e depressão, nós estamos em 1º lugar de pessoas mais ansiosas do mundo, ficando como o país mais depressivo da América Latina!

Sem dúvida estes dados nos dão um panorama, e um sinal de alerta que devemos mudar nosso estilo de vida e prestar mais atenção à saúde mental.

Então vamos começar, entendendo um pouco sobre os dois Transtornos, e depois faremos um paralelo sobre a diferença entre ansiedade e depressão.

O que é o Transtorno Depressivo (TD)?

depressão e ansiedade juntas

A princípio, estudos mostram que a depressão ocorre devido a um desequilíbrio químico no cérebro, os neurotransmissores responsáveis por transmitir as mensagens entre um neurônio e outro encontram-se em baixa, dessa forma, as mensagens não são entregues corretamente.

Como resultado, dessa ineficiência dos neurotransmissores de cumprirem seu propósito, acarreta uma série de comportamentos, sentimentos, emoções e pensamentos distorcidos que resultam em um Transtorno depressivo.

Os sintomas mais comuns da depressão, são:

  • Pensamentos negativos constantes;
  • Sentimento de culpa;
  • Baixa auto-estima;
  • Tristeza;
  • Ansiedade;
  • Diminuição do prazer e do ânimo para realizar atividades cotidianas;
  •  Fadiga constante;
  • Insônia ou excesso de sono;
  • Perda ou ganho de apetite;
  • Desesperança;
  • Apatia
  • Desmotivação;

Lembre-se, não é preciso ter todos estes sintomas para ser diagnosticado depressivo, basta que a pessoa apresente 3 ou mais por pelo menos duas semanas. Mas, não deixe de consultar um psicólogo para fazer essa constatação, ok?

Outro ponto muito importante, das pessoas depressivas é que podem ter sintomas muito diferentes uma da outra. O TD é muito complexo, existem tipos diferentes de depressão.

Os sintomas também são muito amplos e você pode até apresentar outros sintomas que não foram citados nesta lista.

Por isso o acompanhamento profissional é indispensável!

O que é o Transtorno de Ansiedade (TA)?

ansiedade e depressão podem ocorrer ao mesmo tempo

A diferença entre ansiedade e depressão é que depressão em qualquer nível é prejudicial ao indivíduo, enquanto que a ansiedade em níveis baixos, não é prejudicial e é considerada normal.

Quem nunca sentiu aquele frio na barriga no primeiro encontro com o crush? Isso é ansiedade, e é super normal, pois é um sistema de defesa do organismo humano.

Contudo a ansiedade se torna um problema quando ela domina a vida do sujeito, a pessoa vive em constante estado de apreensão e medo diante de acontecimentos e situações cotidianas.

A ansiedade é uma premeditação de possíveis desfechos negativos que podem ocorrer diante de uma situação que ainda não ocorreu. 

Como no caso do primeiro encontro, a ansiedade está presente do seguinte modo: “E se ela (e) não gostar de mim?” “ E se eu fizer algo errado?” “Será que hoje rola o primeiro beijo?”.  “Será que ela vai curtir o primeiro beijo?

Como você pode perceber a ansiedade faz com que você fique preocupado e tenso, este papel da ansiedade foi vital para a sobrevivência dos nossos antepassados primatas.

Pois a ansiedade é uma resposta nervosa ao perigo iminente ou um potencial de risco, esse mecanismo de defesa do corpo faz com que ele libere substâncias que aumentam a pressão sanguínea, os batimentos cardíacos e a frequência respiratória.

Assim, toda essa preparação fisiológica nos prepara para um reação de luta ou fuga, portanto, a ansiedade é um mecanismo vital de defesa do ser humano.

Por isso que ansiedade e depressão podem ocorrer ao mesmo tempo, por que o depressivo está em constante dor, preocupação, insatisfação, estresse e num estado constante de frustração.

Então a ansiedade em um Transtorno Depressivo é um sintoma inevitável!

Portanto quando a ansiedade é exacerbada, coloca o corpo constantemente em um estado de luta ou fuga, por esperar sempre o pior das situações o indivíduo torna este processo químico de defesa natural do corpo, um ciclo de repetição sem fim que acaba sendo psíquica e fisicamente exaustivo, o que pode levar a depressão.

Quais os sintomas da ansiedade?

  • Inquietação;
  • Preocupação excessiva;
  • Irritabilidade;
  • Dificuldade no sono;
  • Tensão;
  • Dores musculares;
  • Aperto no peito;
  • Sensação de medo, que pode vir acompanhada de falta de ar e aceleração de batimentos cardíacos, similar a síndrome do pânico e transtorno pós-traumático.
  • Não consegue relaxar;
  • Sensação contínua de que algo ruim vai acontecer;
  • Falta de controle sobre pensamentos e atitudes;
  • Insegurança;

Conclusão sobre a diferença entre ansiedade e depressão!

diferença entre ansiedade e depressão

Em suma, como você pode ver, quem tem depressão, tem ansiedade, mas nem sempre quem tem ansiedade tem depressão!

Então ansiedade e depressão podem ocorrer ao mesmo tempo, o que há de semelhança entre ansiedade e depressão é que as duas causam instabilidade e comprometem as decisões e o comportamento do indivíduo.

E o tratamento deve ser feito com um profissional, onde este poderá receitar remédios ansiolíticos, dependendo da gravidade dos transtornos.

Desse modo, os remédios para ansiedade irão controlar os sintomas físicos do transtorno de ansiedade. Enquanto que os remédios para depressão, irão ajudar a equilibrar a química cerebral ao ajustar a quantidade de neurotransmissores, como a serotonina, e, assim, controlar os sintomas do TD.

Por fim, se gostou deste conteúdo, ajude-nos a ajudar, nosso projeto Quem Pode Salvar Meu Filho (QPSMF) tem como missão salvar, recuperar e apoiar pessoas que enfrentam o Transtorno Depressivo.

Faça sua doação, ou torne-se um voluntário, precisamos de você. Juntos somos fortes!

MEU FILHO AGORA É SEU FILHO, SEU FILHO AGORA É MEU FILHO, NOSSO FILHO AGORA É DO MUNDO!

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.